11 fevereiro, 2010

Início do baile (de carnaval)

Até parece que me assusta com estes olhos verdes fundos e cheios de poeira, saiba que enquanto você ia eu já estava voltado com os seus olhos na minha mão.Eu sei lá da onde vinha, virei uns copos e decolei em linha reta até me deparar com uma jovem muito bonita, e foi algo muito estranho pois eu tinha a absoluta certeza de que já tinha topado com ela umas noites atrás e por ela eu havia perdido o sono daquela noite. Desenhei por horas uma silhueta emocional que formei na minha cabeça avoada, e é por isso mesmo que seus olhos não me enganam, ela me olhou assim também e num só movimento piscou um deles pra mim, era noite e eu estava abraçada com mais um bêbado com quem fiz amizade, logo depois se me lembro bem entrei no carro e fui até a praia me encontrar com o mar. Tudo bem, você pode até parecer conseguir me enfrentar às vezes numa dessas brigas de não sorrir face-a-face, eu quase sempre perco por que não consigo parar de olhar pros teus olhos e eles parecem me contar piadas banais e ridículas as quais me fazem rir por diversos minutos.
Eu posso estar fantasiando esse baile de carnaval mas sei que posso te reconhecer através de qualquer máscara.
Pode você passar a quarta-feira de cinzas comigo ou não, guardarei um pouco dos meus restos de festa pra quando você chegar.

Um comentário:

  1. oown x~
    é pra mim né?
    duhsahudsahudhusa, brincadeira (L)

    ResponderExcluir