01 dezembro, 2010

Silêncio

Não sei até que ponto pode chegar uma pessoa que sofre de carência; desse tipo que parece doença. Não consigo mais expor aqui aqueles velhos suspiros apaixonados ou saudosos, com felicidade ou não, falando dos novos e antigos amores. Fui apagando junto com o inverno, e só preciso dizer que isso não é tão bonito quanto nas fotografias.
"Você está calada até para a escrita."
Ao ler isso não precisei mais me descrever, era a citação correta para o meu estado de espírito, e certamente é o que está acontecendo agora. Me peço perdão por não poder fazer das palavras aquela melodia boa de ouvir, ou de decorar. Talvez o meu verão esteja próximo.

2 comentários:

  1. você consegue dizer quem é
    com suas desculpas mais sinceras, lindo texto.

    ResponderExcluir